O Mercantilismo e sua relação com o Pacto Colonial

Por prof. Leo Martins

O Mercantilismo foi um conjunto de teorias e práticas econômicas que tinha como característica principal a intervenção do Estado na economia. Tais práticas representam a transição do modo de produção feudal para o modo de produção capitalista, fomentado principalmente após as grandes navegações dos séculos XV e XVI e o início do capitalismo comercial. O Mercantilismo foi um fenômeno ocorrido entre os séculos XV e XVIII, dentro dos Estados Absolutistas. Vamos entender como esse sistema econômico funcionava?

O papel das grandes navegações

As navegações fomentaram as relações comerciais, e fortaleciam os Estados Nacionais da Idade Moderna. Os reis absolutistas, ao promover a intervenção econômica, implementavam as características das práticas mercantis:

Metalismo ou Bulionismo

Os reis acreditavam que quanto mais outro e prata acumulavam em suas fronteiras, mais próspero seria o reino. O ouro e a prata serviam para a cunhagem de moedas, por isso ao acúmulo de metais preciosos era importante. Sem ouro, sem moedas. A partir daí, entendemos como era importante investir na expansão marítima: para promover a busca dos metais preciosos além-mar.

Balança Comercial Favorável

Para colocar a ideia metalista em prática, uma ação muito adotada pelos reis absolutos era o estímulo dos exportações e a contenção das importações. Assim, entraria mais ouro do que sairia.

Protecionismo Alfandegário

Buscava proteger o mercado interno da concorrência externa.

Industrialismo

O Estado estimulava a produção manufatureira concedendo monopólios comercias à algumas famílias ou oficinas para estimular a exortação de tais manufaturados.

Pacto Colonial

Com as grandes navegações, a busca por territórios coloniais tornou-se um campo disputadíssimo, pois tais territórios serviam como fornecedores de matéria prima e consumidores de produtos excedentes.

Colbertismo

Colbert era o responsável pelas finanças do rei francês Luís XVI. Para promover o desenvolvimento econômico da França, Colbert adotou características do Mercantilismo. O Mercantilismo francês ficou conhecido como Colbertismo, que consistia na busca por uma balança comercial favorável, estímulo à produção manufatureira, a criação de companhias de comércios e o estímulo pela conquista do mercado continental.

O Mercantilismo, em um primeiro momento, agradou a classe burguesa. Porém, a partir do final do século XVII e ao longo do século XVIII, estimulados pelas ideias do Iluminismo, que eram uma forma burguesa de enxergar o mundo, a classe burguesa começou a combater a intervenção estatal na economia e a concessão de monopólios comerciais, e passaram a defender o liberalismo econômico e a livre concorrência. Assim, reis absolutistas começaram a perder espaço político para a burguesia.

Continue aqui n blog do Curso Maciel e fique por dentro das matérias que caem nos principais concursos militares e no ENEM!

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn